(64) 3623 - 4457 Estúdio ao vivo

AS 5 MAIS PEDIDAS

  • Jads e Jadson - Colo Part. Victor e Léo
  • Cristiano Araújo - É com ela que eu estou
  • Henrique e Juliano - Cuida Bem Dela
  • Guilherme & Santiago - Meia-Noite e Meia
  • Munhoz e Mariano - Part - Luan Santana - Longe Daqui

PEÇA SUA MÚSICA

NOTÍCIA EM DESTAQUE

+ NOTÍCIAS

portrait

Agricultura de SP pode ter maior prejuízo em 50 anos devido à seca

22/11/2014

Culturas como a do café, cana, milho, feijão e frutas cítricas tiveram perdas.Estiagem na agricultura foi a pior desde 1963, segundo órgão do governo.A agricultura paulista pode registrar em 2014 o maior prejuízo em pouco mais de 50 anos devido a pior seca registrada em 80 anos, segundo o Instituto de Economia Agrícola, ligado ao governo do estado. Culturas como a do café, cana-de-açúcar, milho e feijão foram afetadas diretamente pelo calor excessivo e ausência de chuvas em grande parte de São Paulo, o que pode acarretar em perdas milionárias, ainda não calculadas. Continuar

Agricultura de SP pode ter maior prejuízo em 50 anos devido à seca

22/11/2014

Culturas como a do café, cana, milho, feijão e frutas cítricas tiveram perdas.
Estiagem na agricultura foi a pior desde 1963, segundo órgão do governo.
A agricultura paulista pode registrar em 2014 o maior prejuízo em pouco mais de 50 anos devido a pior seca registrada em 80 anos, segundo o Instituto de Economia Agrícola, ligado ao governo do estado. Culturas como a do café, cana-de-açúcar, milho e feijão foram afetadas diretamente pelo calor excessivo e ausência de chuvas em grande parte de São Paulo, o que pode acarretar em perdas milionárias, ainda não calculadas por órgãos oficiais.
Celso Vegro, engenheiro agrônomo e coordenador de um estudo sobre as perdas na agricultura feito pelo instituto, afirma que é possível dizer que na atual geração de produtores agrícolas, nenhum evento climático foi tão severo ou teve um impacto tão generalizado quanto à seca de 2014. “Quem tem menos de 50 anos, nunca viu uma anomalia climática tão grave”, disse ele ao G1.
As perdas de colheitas são mais evidentes nas lavouras consideradas permanentes, como café, cana-de-açúcar e laranja, pois o plantio acontece uma vez ao ano. O período seco e quente ocasionou grande estresse para as fases vegetativas e reprodutivas dessas plantas.
De acordo com o IEA, o último período de estiagem grave sentido pela agricultura foi em 1963, mas, naquela época, a diversidade de cultivos era menor (o café predominava, além das pastagens).

  1. Prédio desaba após ser atingido por carro que fugia da polícia nos EUA
  2. Prédio desaba após ser atingido por carro que fugia da polícia nos EUA

    21/11/2014

    Veículo havia sido roubado em Kansas City.
    Motorista teve ferimentos leves; prédio tinha carros, que foram soterrados.
    Um veículo que era perseguido pela polícia bateu em um prédio parcialmente desocupado em Kansas City, nos EUA, nesta quinta-feira (20), causando o desabamento parcial do imóvel.
    O local era utilizado para a reforma de carros antigos. Pelo menos um veículo que estava no segundo andar foi derrubado e soterrado pelo desabamento.
    Segundo a polícia, o carro que causou o acidente havia sido roubado, e passou a ser perseguido após ultrapassar um semáforo vermelho em alta velocidade.
    De acordo com testemunhas, o motorista do carro perseguido estava falando ao celular quando ocorreu o acidente.
    O motorista foi levado a um hospital após a batida, com ferimentos leves. Não houve outros feridos.
    Engenheiros da prefeitura da cidade foram ao local do desabamento para verificar os danos.

  3. Morre em São Paulo o ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos
  4. Morre em São Paulo o ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos

    20/11/2014

    Bastos foi internado na terça (18) para tratamento de fibrose pulmonar.
    O ex-ministro morreu no Hospital Sírio-Libanês aos 79 anos.

     O advogado e ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos, de 79 anos, morreu no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. A informação foi confirmada na manhã desta quinta-feira (20), segundo o Bom Dia Brasil.

    Bastos foi internado na terça-feira (18) para tratamento de descompensação de fibrose pulmonar, segundo boletim médico divulgado pelo hospital.

    Bastos foi ministro da Justiça entre 2003 e 2007 durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele era formado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP) na turma de 1958 e atuou na acusação dos assassinos de Chico Mendes, do cantor Lindomar Castilho e do jornalista Pimenta Neves.

    Durante o julgamento do mensalão, Bastos defendeu ex-dirigentes do Banco Rural e entrou com reclamação contra o então presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, questionando o fato de Barbosa não ter levado pedidos da defesa dos réus para análise do plenário do STF.  O advogado atuou também na defesa do médico Roger Abdelmassih, condenado a 278 anos de prisão por 48 ataques sexuais a 37 vítimas.

    Em  1990, após a eleição do presidente Fernando Collor, integrou o governo paralelo instituído pelo Partido dos Trabalhadores como encarregado do setor de Justiça e Segurança.  Em 1992, participou ao lado do jurista Evandro Lins e Silva da redação da petição que resultou no impeachment de Collor.

    É fundador do movimento Ação pela Cidadania, juntamente com Severo Gomes, Jair Meneghelli e Dom Luciano Mendes de Almeida. É fundador do Instituto de Defesa do Direito de Defesa.

  5. Vereador é um dos cinco suspeitos de estuprar garota em festa, em Goiás
  6. Vereador é um dos cinco suspeitos de estuprar garota em festa, em Goiás

    18/11/2014

    Parlamentar disse na Câmara que acusações 'não têm fundo de verdade'.
    Adolescente de 17 anos sofre com mudanças na rotina após denunciar caso.
    A Câmara Municipal de Indiara, no sul de Goiás, abriu uma comissão para acompanhar o inquérito da Polícia Civil que investiga uma denúncia de estupro coletivo na cidade. Uma adolescente de 17 anos afirma ter sido abusada sexualmente por cinco homens, dentre eles o vereador Jean de Castro (DEM), que é vice-presidente da Casa.
    Na segunda-feira (17) o parlamentar afirmou na Câmara que as acusações “não têm nenhum fundo de verdade”. No texto de Jean de Castro, divulgado na Casa, ele afirma que no atual momento ainda não consegue provar que não tem participação no caso.
    “Tudo leva a crer que algumas poucas pessoas da sociedade, aliadas a grupo político adversário, alimentam as levianas acusações em busca de manchar a minha imagem e da minha família”, diz o texto.
    Procurado pela reportagem, Jean de Castro não quis gravar entrevista. Os demais suspeitos são o irmão dele, Leandro de Castro, além de Luciano Maurício, Guilherme Rodrigues e Eder Souza. O advogado que representa os investigados também não quis dar declarações e afirmou que os clientes irão falar no momento oportuno. Segundo a vítima, eles cometeram o crime no dia 9 deste mês durante uma festa na casa de Leandro, com quem ela tinha um relacionamento.(fonte:G1)

  7. Dilma diz que investigações da Lava Jato podem mudar país para sempre
  8. Dilma diz que investigações da Lava Jato podem mudar país para sempre

    17/11/2014

    Na Austrália, presidente falou pela 1ª vez sobre nova etapa da operação.
    Na sexta, PF prendeu ex-diretor da Petrobras e executivos de empreiteiras.
    Em sua primeira manifestação pública sobre a nova etapa da Operação Lava Jato – que resultou, até agora, na prisão de 23 pessoas, entre as quais presidentes de empreiteiras e o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque –, a presidente Dilma Rousseff afirmou que as investigações do escândalo de corrupção podem "mudar o Brasil para sempre". A chefe do Executivo comentou a sétima fase da operação policial em coletiva de imprensa concedida, em Brisbane, na Austrália, pouco antes do encerramento do encontro de cúpula do G20. 
    "Eu acho que isso [investigações da Lava Jato] pode mudar, de fato, o Brasil para sempre. Em que sentido? No sentido de que vai se acabar com a impunidade. Nem todos, aliás, a maioria absoluta dos membros da Petrobras, os funcionários, não é corrupta. Agora, têm pessoas que praticaram atos de corrupção dentro da Petrobras", disse a presidente da República.

  9. Falsa biomédica passa a noite em cela com outras seis detentas, em GO
  10. Falsa biomédica passa a noite em cela com outras seis detentas, em GO

    14/11/2014

    Raquel Policena foi presa em casa, em Catalão, e encaminhada para Goiânia.
    Polícia suspeita que ela voltaria a fazer aplicações para aumentar bumbum.
    A falsa biomédica Raquel Policena Rosa, 27, investigada pela morte da ajudante de leilão Maria José Brandão, 39, passou a noite e madrugada em uma cela do 14º Distrito Policial, em Goiânia, ao lado de outras seis detentas. Ela foi presa na casa em que mora em Catalão, no sudeste de Goiás, e encaminhada para a capital na noite de quinta-feira (13). Segundo a Polícia Civil, a prisão preventiva foi pedida no último dia 7, pois existe a suspeita de que ela pretendia voltar a fazer aplicações em clientes.
    Raquel chegou ao 14º DP por volta das 23h45. Na entrada, ela não falou com a imprensa. Depois, foi encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML) para fazer o exame de corpo de delito e retornou por volta das 2h. Ainda não há informações se ela será transferida para a Casa de Prisão Provisória de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital, ainda nesta sexta-feira (14).

Ver todas

VIDEO DESTAQUE

ENQUETE

NO JORNAL DA CIDADE DEVE OU NÃO TER "BOA TARDE" NO

CONECTE-SE