(64) 3623 - 4457 Estúdio ao vivo

AS 5 MAIS PEDIDAS

  • Jads e Jadson - Colo Part. Victor e Léo
  • Cristiano Araújo - É com ela que eu estou
  • Henrique e Juliano - Cuida Bem Dela
  • Guilherme & Santiago - Meia-Noite e Meia
  • Munhoz e Mariano - Part - Luan Santana - Longe Daqui

PEÇA SUA MÚSICA

NOTÍCIA EM DESTAQUE

+ NOTÍCIAS

portrait

Camaroneses são presos suspeitos de falsificação de dinheiro em Goiás

27/11/2014

Pedaços de papel apreendidos revelavam marcações idênticas às do Real.Segundo a polícia, dupla estão em situação regular no país há cinco anos. Dois homens naturais do país africano República dos Camarões foram presos na quarta-feira (26) em Itumbiara, no sul de Goiás, suspeitos de falsificação de dinheiro. Com a dupla, os policias apreenderam vários pedaços de papel cortados no tamanho das cédulas verdadeiras. Quando observados com uma luz ultravioleta, os pedaços de papel revelavam marcações idênticas às estampadas nas notas de R$ 50 e R$ 100.De. Continuar

Camaroneses são presos suspeitos de falsificação de dinheiro em Goiás

27/11/2014

Pedaços de papel apreendidos revelavam marcações idênticas às do Real.
Segundo a polícia, dupla estão em situação regular no país há cinco anos.

 Dois homens naturais do país africano República dos Camarões foram presos na quarta-feira (26) em Itumbiara, no sul de Goiás, suspeitos de falsificação de dinheiro. Com a dupla, os policias apreenderam vários pedaços de papel cortados no tamanho das cédulas verdadeiras. Quando observados com uma luz ultravioleta, os pedaços de papel revelavam marcações idênticas às estampadas nas notas de R$ 50 e R$ 100.

De acordo com informações da Polícia Civil, parte do material foi encontrada no fundo de uma mala. Segundo a polícia, os homens estão em situação regular no Brasil há cinco anos. Ambos foram indiciados por falsificação de moeda e podem ficar presos de três a 12 anos. Eles foram encaminhados ao Presídio Estadual de Sarandi.

O delegado Rógerio Moreira da Silva explica que agora a polícia vai apurar se os suspeitos já tinham usado as notas falsas em comércios, já que os camaroneses teriam viajado de Rio Verde, no sudoeste do estado, a Itumbiara na última semana.

“Como a passagem deles denota que já estavam vindo em trânsito da cidade de Rio Verde, então, nós já vamos entrar em contato com as autoridades locais para ver se teve vítimas feitas por essa dupla lá”, afirma.

  1. Empreiteiras da Lava Jato doaram R$ 98,8 mi a campanhas de Dilma e Aécio
  2. Empreiteiras da Lava Jato doaram R$ 98,8 mi a campanhas de Dilma e Aécio

    26/11/2014

    As empreiteiras investigadas na operação Lava Jato da Polícia Federal doaram quase R$ 98,8 milhões aos dois candidatos à Presidência que chegaram ao segundo turno das eleições, no dia 25 de outubro. A prestação de contas final foi divulgada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) na noite desta terça-feira (25).
    A presidente reeleita Dilma Rousseff (PT) foi a que mais recebeu dinheiro das empresa, ao todo de oito construtoras sob investigação: Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa, Engevix, Galvão Engenharia, OAS, Odebrecht e Queiroz Galvão. Ao todo foram R$ 64.636.179,25.
    As maiores doações foram da Andrade Gutierrez --R$ 21 milhões-- e da OAS, que doou R$ 20 milhões.
    Já Aécio Neves (PSDB) recebeu pouco mais da metade de seis construtoras: Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa, OAS, Odebrecht e Queiroz Galvão. Somadas as doações, foram doados ao candidato R$ 34.170.000. A Andrade Gutierrez foi também a campeã de doações ao tucano, repassando R$ 19 milhões.
    Para chegar ao cálculo, a reportagem somou os valores doados diretamente na conta do candidato e aquelas feitas o comitê único financeiro, que também recebem doações. Também considerou doações feitas em nome de empresas subsidiárias das empreiteiras

  3. Comissão aprova texto final de projeto que abandona a meta fiscal
  4. Comissão aprova texto final de projeto que abandona a meta fiscal

    25/11/2014

    A Comissão Mista de Orçamento aprovou nesta segunda-feira (24) o texto final do projeto de lei que autoriza o Executivo a economizar menos para pagar os juros da dívida pública, que é o chamado superávit primário. A proposta foi votada após aprovação do texto-base da matéria, seguida da rejeição de todos os 39 destaques (trechos que alteram o teor do projeto otiginal).

    A matéria segue agora para análise do plenário do Congresso Nacional, que tem a próxima sessão marcada para esta terça-feira (25). Antes de votar o projeto da meta fiscal em plenário, os deputados e senadores ainda precisam analisar 38 vetos presidenciais e quatro projetos de lei que trancam a pauta.

     O projeto permite ao governo abater da meta fiscal os gastos com o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e as desonerações tributárias concedidas ao longo do ano. Na prática, o governo poderá fechar o ano até com deficit nas contas públicas. Os oposicionistas acusam o governo de ferir a Lei de Responsabilidade Fiscal ao mudar a meta fiscal, fixada inicialmente em R$ 116,07 bilhões, para conseguir fechar as contas em 2014.

    Ao final da sessão, o relator do projeto, senador Romero Jucá, negou que a aprovação na comissão representasse uma “vitória do governo”. Para ele, representa uma “vitória da razão”. “Temos que ajustar as contas públicas. Temos que ter a LDO sintonizada com a realidade da economia de 2014 e preparando a economia de 2015. Na verdade, aqui não é uma disputa entre oposição e governo. A minha posição é uma posição técnica”, disse.

    O líder do DEM na Câmara, Mendonça Filho (PE), criticou a condução da votação. Segundo ele, o projeto foi aprovado “rasgando o regimento interno da Casa”.

    O deputado acrescentou que os partidos da oposição pretendem dificultar a votação no Congresso. “No plenário do Congresso Nacional, a coisa vai ser diferente, vai ter muito mais espaço para que a gente possa obstruir o processo de votação e mostrar ao Brasil que essa maquiagem que está sendo consagrada através da alteração da LDO, na verdade, reforça a situação econômica do Brasil”, afirmou.

    Antes de analisar os destaques do texto, a comissão precisou votar duas vezes o texto-base da matéria. A primeira análise foi anulada depois de críticas da oposição. O texto foi aprovado, inicialmente, por meio de votação simbólica (sem contagem dos votos), mas parlamentares oposicionistas pediram que uma nova votação fosse feita com contagem de votos, alegando descumprimento de normas regimentais durante a análise. Nova votação foi realizada e o texto-base, mais uma vez, foi aprovado.

  5. Sem energia, conselheiros tutelares trabalham à luz de velas em Goiânia
  6. Sem energia, conselheiros tutelares trabalham à luz de velas em Goiânia

    24/11/2014

    Os profissionais citam diversos problemas de infraestrutura nas unidades.
    Situação compromete garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes.Conselheiros tutelares de Goiânia denunciam que não têm condições mínimas de trabalho para garantir os direitos das crianças e adolescentes. Entre os problemas relatados está a energia elétrica cortada, que obriga os profissionais a trabalharem à luz de velas.  Segundo os conselheiros, os problemas para registrar e encaminhar denúncias fazem com que processos se acumulem sobre as mesas.
    "Estamos com mais de 2 mil denúncias para ser atendidas. Nós não podemos mais receber denúncias de Brasília ou do Disque 100. O lado bom do ECA [Estatuto da Criança e do Adolescente] não funciona por falta da estrutura. Se funcionasse, muitos jovens desses não estavam no mundo da criminalidade, estariam mais bem encaminhados pelo conselho", acredita o conselheiro Omar Borges.

  7. Agricultura de SP pode ter maior prejuízo em 50 anos devido à seca
  8. Agricultura de SP pode ter maior prejuízo em 50 anos devido à seca

    22/11/2014

    Culturas como a do café, cana, milho, feijão e frutas cítricas tiveram perdas.
    Estiagem na agricultura foi a pior desde 1963, segundo órgão do governo.
    A agricultura paulista pode registrar em 2014 o maior prejuízo em pouco mais de 50 anos devido a pior seca registrada em 80 anos, segundo o Instituto de Economia Agrícola, ligado ao governo do estado. Culturas como a do café, cana-de-açúcar, milho e feijão foram afetadas diretamente pelo calor excessivo e ausência de chuvas em grande parte de São Paulo, o que pode acarretar em perdas milionárias, ainda não calculadas por órgãos oficiais.
    Celso Vegro, engenheiro agrônomo e coordenador de um estudo sobre as perdas na agricultura feito pelo instituto, afirma que é possível dizer que na atual geração de produtores agrícolas, nenhum evento climático foi tão severo ou teve um impacto tão generalizado quanto à seca de 2014. “Quem tem menos de 50 anos, nunca viu uma anomalia climática tão grave”, disse ele ao G1.
    As perdas de colheitas são mais evidentes nas lavouras consideradas permanentes, como café, cana-de-açúcar e laranja, pois o plantio acontece uma vez ao ano. O período seco e quente ocasionou grande estresse para as fases vegetativas e reprodutivas dessas plantas.
    De acordo com o IEA, o último período de estiagem grave sentido pela agricultura foi em 1963, mas, naquela época, a diversidade de cultivos era menor (o café predominava, além das pastagens).

  9. Prédio desaba após ser atingido por carro que fugia da polícia nos EUA
  10. Prédio desaba após ser atingido por carro que fugia da polícia nos EUA

    21/11/2014

    Veículo havia sido roubado em Kansas City.
    Motorista teve ferimentos leves; prédio tinha carros, que foram soterrados.
    Um veículo que era perseguido pela polícia bateu em um prédio parcialmente desocupado em Kansas City, nos EUA, nesta quinta-feira (20), causando o desabamento parcial do imóvel.
    O local era utilizado para a reforma de carros antigos. Pelo menos um veículo que estava no segundo andar foi derrubado e soterrado pelo desabamento.
    Segundo a polícia, o carro que causou o acidente havia sido roubado, e passou a ser perseguido após ultrapassar um semáforo vermelho em alta velocidade.
    De acordo com testemunhas, o motorista do carro perseguido estava falando ao celular quando ocorreu o acidente.
    O motorista foi levado a um hospital após a batida, com ferimentos leves. Não houve outros feridos.
    Engenheiros da prefeitura da cidade foram ao local do desabamento para verificar os danos.

Ver todas

VIDEO DESTAQUE

ENQUETE

NO JORNAL DA CIDADE DEVE OU NÃO TER "BOA TARDE" NO

CONECTE-SE